"Ela é o melhor tipo de pessoa para se ter ao seu lado, porque não importa o que aconteça ela sempre vai estar ao seu lado te dando forças e te confortando quando precisar."
Home Ask & Faq Submit textos ♥ +links bye ;*
Take away the pain
+
Eu quero ficar deitada com você, no frio, com um monte de cobertas e a tv desligada. O som dos nossos sussurros e risadas já seria o bastante. Eu quero um fim de tarde com você. Eu quero um amanhecer com você.
Karina Landívar.  (via auroriar)
Eu chorei feito criança. Eu desabei naquela mesa. Eu gritei pra minhas amigas que ainda era ele. Que nenhum daqueles caras a nossa volta me interessava. Que eu tentei negar, tentei esquecer, mas de nada adiantou. Eu só não aguentava mais fingir, só não aguentava mais ficar por ai sorrindo, como se fosse a coisa mais fácil do mundo viver sem ele.
Confissões de uma bêbada.     (via auroriar)

ccute-couples:

everything love♥ (source)

Sou uma pessoa completamente sozinha, Zé, e se caso um dia meu mundo vier a desabar, não haverá ninguém que possa me socorrer. Não mesmo. E já estou bem ciente disso.
E agora, Zé? (via desalentou)
Dizer não é dizer sim. Quem diz “não vou mais” sempre vai fazer. Não vou mais mentir. Não vou mais sofrer. Não vou mais jogar. Não vou mais beber. Não vou mais fumar. Não vou mais trair. Não vou mais errar. Não vou mais amar. “Não vou mais” é uma maneira de se convencer. Tem tudo para não acontecer. O sujeito não está disposto a mudar, mas apenas se desculpar com o futuro. Pois o futuro é distante. O futuro não é agora. Não é um ultimato, mas um adiamento. Não é uma afirmação, mas uma negação. Não vou mais não tem efeito legal. Expressa o contrário. Não vou mais é uma saideira existencial. Não vou mais é não consigo. Não vou mais é não posso. Não vou mais é se enganar. Não vou mais é não enfrentar a dificuldade. Não vou mais é apenas fugir do castigo. Não vou mais, sonoramente, é “Não vou, mas”.
Fabrício Carpinejar. (via azulciano)
FUTURASUICIDA ©